29/10/2013

Como Transformar Massa em Reais...

YEP! Pergunta que não quer calar... Quanto vale o meu, o seu, o nosso cookie decorado???
Por exemplo... outro dia fiz essas tiaras inspiradas no estilo Chanel... 
Foram 16 horas de pesquisas, testes...
 e produção... 
 para chegar a esse resultado...
que depois foi fotografado sob vários ângulos... na busca da imagem perfeita que valorizasse a tiara de cookies... para ser publicada no Instagram... no Facebook... no Flickr... no Blog...e que ficasse de referência para tiaras futuras...
A tiara, inspirada no estilo Chanel, foi encomendada nas cores preta e branca... Foram pedidas três delas, entreguei cinco... Fiquei com receio que alguma quebrasse durante o processo de embalagem e transporte... Como utilizo minha massa, fresca, macia, e saborosa, e não massa de construção, dura e seca, corro esse risco... E faço assim porque cookie decorado é para se comer... Assim, fiz duas a mais para garantir que estivessem todas as 3 presentes na festa, em local destinado a elas... que vou te mostrar quando sairem as fotos oficiais...
Pergunta que não quer calar... Cobrei por elas? Cobrei... Quanto? O preço justo, um preço alto, um preço baixo? Difícil responder a essa pergunta... Quanto valem 16 horas do meu trabalho??? Certamente muito, mas muito mais do que cobrei por elas... Ah! E quanto vale uma tiara? Para mim, o preço que cobrei por ela.... 

E com essas tiaras e dois embates sobre preço essa semana, dormi ontem e acordei hoje pensando sobre o assunto... 

Sobre as tiaras já comentei mas sobre os outros dois embates não... Num deles a cliente, com a data reservada, imagens, cores, quantidade e modelos definidos,  nem se deu ao trabalho de me dizer que não iria mais fazer os cookies comigo... Disse ela, depois que eu perguntei... "o orçamento ficou um pouco fora do que tínhamos imaginado"...e noutro a aluna ficou num bate e volta de e-mails, comparando o preço da minha aula com "diversos lugares"... citou os tais lugares um a um e chegou a conclusão que "minha aula não foge a linha das demais porém o valor está bem mais alto". Optou por um dos outros lugares e me passou o preço... durma com um barulho desses...

Mas hoje, tive a agradável surpresa de ver o assunto "custo/preço" abordado nesse post aqui... Hummm... então não sou só eu que penso (ou estou pensando) sobre isso.... todas(os) nós pensamos... e no mundo inteiro... hummmm.... e se os cookies decorados são sua renda, ou complementam sua renda acho que esse post te interessa... Você pode usar o Google Translator para ler tudinho se quiser...

Para você que não quer ler (ou traduzir) o artigo, em resumo, o teor desse artigo, é muiiiito parecido com esses post que já fiz aqui e aqui...  Se você já leu os dois, dê uma relida... Se você não está cobrando por cada pequena despesa que tenha, o lucro não vem... e você trabalha... trabalha... trabalha... e empata ou fica no prejuízo... E fica se perguntando: Tanto trabalho! Tantas horas! Cadê o lucro????

O preço do cookie decorado jamais deve ser baseado só nos ingredientes e depois multiplicado por 100%, 200% ou 300%... Além do preço óbvio do material, temos também os custos diretos... operacional, financeiro, marketing, recursos humanos, lucro... e indiretos... Somos uma pequena empresa doméstica... Todos os custos são importantes... E deve entrar também no custo todo o tempo dispendido em cada cookie... Seja no planejamento, execução, acabamento, fotos ou embalagem... Gastamos incontáveis horas fazendo isso... No desenvolvimento, na atenção e no capricho com que fazemos os detalhes nessa pequena obra de arte... Na fotografia também... Já calculou quanto tempo gasta fazendo tudo isso??? Tempo é dinheiro... O cookie só deixa de gerar um custo quando ele está prontinho na caixa que o cliente vai retirar ou depois que você chegou na sua casa, na volta dos Correios... 

Tanto lá no exterior como cá no Brasil, a coisa resume-se em saber cobrar e não ter vergonha de cobrar, ou seja, tem que SE VALORIZAR E COBRAR POR TODO O TRABALHO ENVOLVIDO!!! 

É preciso SEMPRE se posicionar.... Nada de sair dando explicações sobre o seu preço a clientes, se justificando... O seu preço é o seu preço... Cada uma de nós tem pequena variação no seu custo... Sempre vai ter alguém fazendo alguma coisa mais barata ou mais cara que a gente... Ou pela diferença na qualidade do material empregado, ou pelos detalhes do acabamento, ou pela embalagem mais barata, ou por não fotografar... E tem gente que compra só preço... E tem gente que compra qualidade... Quer o produto bonito e gostoso... 

Se alguém, no ramo de cookies, pensa que vender abaixo do preço da concorrência signifca "abocanhar clientes" de outras cookiers e fazer um ótimo negócio, é bom parar para pensar e analisar se não está é fazendo um péssimo negócio e "dando um tiro no próprio pé"... Não caia você nessa cilada... 

Valorize-se! Valorize o seu trabalho! Se está em dúvida quanto ao valor que você cobra, repense seus custos, analise detalhadamente cada despesa, peça ajuda! Releia os posts que te indiquei... Não deixe seu salário e seu lucro de fora!  Ninguém deve trabalhar de graça

Ah! E você que está lendo esse post e pensando... Eu faço por hobby... Mas porque está vendendo então? Se você vende você incorre em todos esses custos também... E se você não precisa do lucro, cobre como quem precisa dele e faça uma doação desse lucro para instituições de caridade, assim você faz a diferença, contribui para um mundo melhor, e não prejudica quem precisa do lucro para cobrir suas necessidades do dia a dia!

E tenha boas vendas! 

Ah! O post dos dedos ficou para amanhã!  Como a época do Natal está chegando e essa é uma época forte para a venda de cookies decorados, hoje quis fazer esse post... 

Obrigada pela visita... XOXO!

5 comentários:

  1. Muito obrigada, Margaret!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Margaret, realmente não dá para ficar negociando, cada pessoa tem seu preço, quando a gente vai comprar os ingredientes ninguem quer saber se em tal lugar está mais barato ou não o preço é o que está lá e pronto, portanto nós mesmas que temos que valorizar nosso trabalho. E agradece a você pelas dicas de sempre.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Oi Margaret concordo plenamente com o que diz. Quem vive do artesanal alem de sofrer com a concorrência (desleal) ainda tem que aturar aquelas pessoas que acham que só porque você faz em casa tem que vender baratinho.
    Beijo, Gisele.
    PS: As tiaras ficaram, como diria o filósofo Chaves, lindissississimas!!!!!!!!!
    Brasilia, DF.

    ResponderExcluir
  4. Puxa, falou muito bem, gostei muito do Post pois você conseguiu falar sobre um assunto que engloba muitas áreas e não só de cookies decorados. Isso pode acontecer em qualquer ramo e em todos eu tenho a mesma opinião que você. Obrigada por compartilhar sua opinião e sempre nos ensinar a melhor maneira de agir nestes casos. Tenho certeza que vou usar suas informações. Nem preciso citar que as coroas ficaram lindas!

    ResponderExcluir
  5. Recebi alguns e-mails também... e queria dizer para todas vocês que esse assunto mexe com todas... sempre... porque sentimos esse problema na pele... Mas o caminho do sucesso é um só... valorizar-se sempre!!! E ir em busca do cliente certo para o nosso produto!!! Sucesso a todas!!!

    ResponderExcluir

Então é Natal...

Copyright © Cookieria BY Margaret

Todos os Direitos Reservados