09/07/2013

Cookies Empresariais... Sim ou Não?

Já mostrei para você aqui uma ótima ideia de cookies para eventos empresariais e hoje estou te mostrando essa, da Biscuitters relacionada à nova fragância da Hugo Boss, BOSS JOUR pour femme... Foram 6.000 cookies! Yes baby! 6.000 cookies frasco de perfume... Confira tudinho clicando aqui!
Imagem via biscuiteers
Por aqui também aparecem solicitações desse tipo... 4.000 cookies desse modelo, 2.000 daquele, 1.000 de outro, 700 daquele, oficinas em shoppings ... só que são todos para daqui a 5 dias, tipo "estalar os dedos e cookies prontos"... E não funciona assim né?... O cookie decorado, pelo menos o meu,  está na classificação doce fino de mesa... e requer tempo e planejamento para entrar na linha de produção... principalmente tempo... e tem seu preço... é um pequeno objeto de arte, leva tempo na decoração... só que é comestível... 

Mas voltando ao assunto do post de hoje, se você recebe alguma consulta para cookies empresariais, que tal se inspirar nessas duas boas ideias? Ah! Se der né? É difícil fugir do  óbvio "logotipo" com imagem em papel arroz... Papel arroz está na moda para detalhes mas, não tem coisa mais sem graça do que um logotipo de papel arroz em um cookie com um acabamento bico pitanga... Minha opinião... O que você  acha?  Pior é que dá trabalho, e um trabalho que não aparece porque, por mais bonito que seja o logotipo, não dá para fazer mágica... e acabamento bico pitanga em cookie para mim está fora de cogitação... Não gosto!  Acho cafona, para falar a verdade! E o cliente ainda acha que cookie com logotipo é "fácil" e rápido de fazer... e ------- ... bom... deixo você completar essa frase!!!!! Mas para mim geralmente a resposta que me dão é:  "O seu cookie é muito caro".... Aí eu te pergunto... o preço de um cookie decorado deve ser o mesmo de um brigadeiro, gourmet, que seja, a R$3,50, que tem em sua matéria prima ingredientes de primeiríssima qualidade mas é enrolado à mão, e não requer nenhum "dote artístico"? Ou de um pão de queijo a R$4,50, ou de um cafezinho a R$3,50 a R$4,50? Nan nan nan...

Analisando o exemplo concreto desses 6.000 cookies...  teriam que ter no mínimo 8 cm... estou me baseando no tamanho da tag que é uma daquelas que espirram o perfume para a gente cheirar... os cookies tem três cores e relevo e, foram entregues embalados... Meu preço para esse cookie seria R$8,00 cada... Quanto você acha que esse cliente pagou à Biscuittters por esse cookie decorado?  O preço de um brigadeiro???? Nan nan nan... Compare com esses corações da Biscuitters que tem valor unitário aproximado de R$14,00 cada... e são cookies simples... Certamente o preço desse cookie não foi o valor de um brigadeiro né??? Por isso precifico meu produto com critério... trabalhar de graça (mesmo sendo apaixonada pelo que faço) e ainda perder dinheiro nem pensar... Quem vende um cookie pequeno de 6 a 8 cm pelo preço de um brigadeiro, de um cafezinho ou de um pão de queijo,  não se valoriza e não valoriza seu produto...  e ainda prejudica quem tira do cookie decorado seu sustento... É importante saber precificar... e se quem faz por hobby vende barato porque é "só um hobby" essa pessoa também está prejudicando quem tira do cookie decorado seu sustento...

Toda essa reflexão veio a partir das conversas trocadas na minha aula de ontem, com meu aluno Gabriel, consultor do SENAC, e hoje estou compartilhando essas conclusões com você...

O que você acha de pedidos nesse volume? Você aceita fazê-los? Qual é a sua experiência nesse quesito? Como você negocia o preço, se é que negocia?  Me conte um pouquinho sobre sua experiência aí nos comentários... acho que essa seria um "bom asunto" para todas nós.... rsrsrsrs....

Ah! Esses cookies foram colocados em bouquets de flores que foram entregues a 300 lojas em Londres... 

Obrigada pela visita e até amanhã! XOXO!

4 comentários:

  1. Boa tarde, eu também faço cookies e estou 100% de acordo com você! Realmente fazemos uma arte que nos leva muito tempo e muita dedicação, não estou reclamando, mesmo porque amo fazer cada um deles, mas realmente fico muito irritada quando questionam o preço! Eu particularmente não faria um pedido deste tamanho, pois no momento trabalho sozinha, e não adianta querer "abraçar o mundo", pegar um pedido desse e não fazer um trabalho exemplar, ainda mais eu que sou mega exigente comigo mesma rs.
    Um XOXO enorme, sou sua fã!e me inspiro muito no seu trabalho para melhorar o meu! Parabéns!
    Ana Renata Zimpeck
    Candy Cookies By Ana Renata

    ResponderExcluir
  2. Margareth, olha que coisa: ontem fui dormir ultramegasuper chateada pensando exatamente nesta questão! Que legal passar aqui e ver este post seu discutindo isso novamente! É um assunto tão inesgotável e fonte de enormes chateações...
    Bom, conto o que penso:
    Ainda estou engatinhando e confesso que sofro muito ainda no precificar...tento fazer um preço médio entre as "cookiers" TOP (como vc) e eu que sou uma "cookier" básica. E ainda assim percebo que as pessoas torcem o nariz. É certo que ninguém (ou quase ninguém) neste país valoriza o trabalho artesanal e isso dificulta mesmo a vida da gente. Acho que muitas de nós saímos prejudicadas e acabamos nos frustrando mesmo, pq quem precisa vender cookies (ou qqr outro produto artesanal) para se sustentar se vê entre a cruz e a espada: ou aceita trabalhar por menos e ganha algum dinheiro (e acostuma seus clientes a pensar que é "barateira" no sentido negativo da palavra) ou bate o pé, faz o preço que acha justo e acaba sem encomendas por um bom tempo e, consequentemente, sem dinheiro para pagar as contas...
    Eu ando bem chateada com propostas que tenho recebido, me sentindo bem desvalorizada mesmo, mas, ao mesmo tempo, não sei como lidar com elas... e aí? O que vcs fizeram quando estavam começando e queriam conseguir "conquistar" a clientela sem vender a alma para ela?
    beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá Margaret,tudo bem?
    Interessante esse assunto, em primeiro lugar, trabalho sozinha e morderia o cotovelo de raiva por não conseguir atender um pedido desses. rs
    Em relação a precificar... como as colegas que colocaram suas opiniões aqui, estou no mesmo dilema, até pensei em desistir esses dias, já vendo mais barato por ser iniciante, e as pessoas ligam, mandam e-mails e acham o fim os meus preços. Vejo muitos outros profissionais vendendo mais caro que eu, uns tem marcas "grifes" e ai vem a pergunta pq pagar mais caro em um produto de grife, que muitas vezes são inferiores aos meus ingredientes??? Conheço pessoas/estabelecimentos que fazem isso. Pensei, será que estou oferecendo pra público errado? Só se tentar oferecer pra assalariado... Vejo que muitas pessoas com $$$ fazem lindas festas, ai pergunto será que foi tudo baratinho, a preço de banana?
    Se bem que, passei por um episódio esses dias em que a bacana irá fazer a inauguração da loja dela e queria que eu fornecesse 300 macarons de graça para o evento dela. Fazer festa chique assim é fácil, coitado dos outros fornecedores que ela contactava.
    Tenho dó de parar, pois me apaixonei por esse mundo e me encanto a cada trabalho realizado, muitos elogiam meu trabalho e de graça, sem nada em troca e por isso vou insistir mais.
    Ufa, desabafei!!!
    Obrigada
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Depois da aula com você, aprendi a valorizar o meu trabalho artesanal.
    Espero conseguir manter os clientes e aos poucos vou mostrando o diferencial de se ter um lindo biscoito decorado na festa.
    Beeeijos

    ResponderExcluir

Festas Juninas

Copyright © Cookieria BY Margaret

Todos os Direitos Reservados